Facebook
Twitter
Facebook
Logomarca
Publicidade
Notícias
Efeitos colaterias dos diuréticos utilizados em humanos
WebRádio

O que são diuréticos?

Os diuréticos são medicamentos que atuam no rim, auxiliando a liberação de água e eletrólitos. Isso faz com que diminua a quantidade de líquido presente nos vasos sanguíneos, o que reduz a pressão nas paredes das artérias.

Existem três tipos de diuréticos. Cada um deles funciona de forma diferente, mas todos exercem a mesma função no corpo.Dentre eles, a mais famosa é a furosemida, mais conhecida como Lasix.

Furosemida (Lasix)

É o diurético mais potente que atua inibindo a reabsorção de sódio e água nos rins, reduzindo o volume de líquidos no corpo e baixando a pressão arterial.

A furosemida é indicada em doenças como insuficiência cardíaca, cirrose e doença renal, justamente por serem doenças que possuem, como característica, a retenção de sódio e de líquido. Auxilia, também, no tratamento da hipertensão arterial.

Seu mecanismo de ação é a retirada do excesso de líquido do organismo (efeito diurético). Porém, ela não deve ser tomada indiscriminadamente, muito menos sem receita médica, pois pode ser perigoso para a saúde.

A ação diurética da furosemida pode ser tão forte que pode levar ou contribuir para a redução do volume sanguíneo e a desidratação.

A ausência do volume sanguíneo pode advir da perda de líquidos e eletrólitos, através da diminuição significativa de líquidos gastrintestinais (diarreia, vômito) e perdas renais (aumento no volume normal de urina excretada).

A furosemida não atua na gordura acumulada, então, por mais que o indivíduo perca medidas, isso se deve ao fato de perder líquidos e não gordura.

A furosemida está incluída na lista de substâncias proibidas da Agência Mundial Antidoping, já que pode mascarar outros agentes considerados doping. A Furosemida também pode ser utilizada indevidamente em esportes, particularmente onde há divisão de categorias de peso, para a perda do mesmo.

A Furosemida também é bastante usada em fórmulas para emagrecer, em combinação com outras substâncias inibidoras de apetite, para funcionamento do intestino, tranquilizantes e antidepressivos.

Eletrólitos, o que são?

Atuam como a condução de impulsos nervosos, contração e relaxamento muscular, transporte de oxigênio, regulação do ritmo cardíaco e produção de energia.

Como exemplos, temos: sódio, potássio, magnésio, fósforo, cálcio e cloreto.

Os sinais de distúrbios eletrolíticos incluem: excessiva sensação de sede, dor de cabeça, confusão, dores musculares, fraqueza dos músculos, distúrbios do ritmo cardíaco e sintomas gastrintestinais.

Importância da hidratação na prática de atividade física

Uma hidratação inadequada está associada à diminuição do desempenho das atividades físicas e esportivas e, também, do aumento no risco de distúrbios fisiológicos.

       As bebidas esportivas são produtos formulados a partir de uma quantidade variada de sais minerais (sódio, cloreto, potássio) e de carboidratos (frutose, glicose, sacarose), com o objetivo de repor os líquidos e sais minerais perdidos na atividade física. Podem conter, ainda, vitaminas e outros sais minerais.

Importantes sais minerais:

SÓDIO: É o principal eletrólito no LEC (líquido extracelular). Possui função especial na manutenção do volume circulante e da circulação. É essencial para a absorção da glicose e para o transporte de várias substâncias pelo intestino. Não é produzido pelo organismo, é adquirido através dos alimentos e sua ingestão é variada (Oliveira & Marchini, 2000). Quando o esforço for prolongado (mais de 4 horas de duração), como em competições intermitentes, é sugerido consumir, a cada 15 minutos, uma quantia em volta de 150 ml de bebida esportiva, contendo 0,5 a 0,7g de sódio / litro para repor as necessidades orgânicas (Kleiner & Robinson, 2002);


POTÁSSIO: É o principal eletrólito no LIC (líquido intracelular). É responsável por várias reações orgânicas: transporte de O2, facilitação da conversão da glicose em glicogênio pelo fígado, auxílio na contração muscular, regulação da pressão arterial e do equilíbrio hídrico, dentre outras (Kleiner & Robinson, 2002 e Oliveira & Marchini, 2000). Também não é produzido no organismo e deve ser adquirido através de alimentos ricos em potássio (principalmente as frutas). Aproximadamente 1.600 a 2.000mg/dia é o recomendado (Kleiner & Robinson, 2002);


CLORETO: É controlado metabolicamente como o sódio e sua regulação depende da função renal. É predominante no compartimento extracelular, mas pode difundir-se rapidamente entre os compartimentos intra e extracelular, contribuindo na regulação da pressão osmótica corporal (pressão exercida na água, forçando-a a atravessar a membrana celular), no transporte de gases e na regulação ácido-básica. O cloreto de sódio (sal de cozinha) é a única fonte de cloreto sanguíneo, pois o componente é obtido através do cloreto ou bicarbonato de sódio, explicando o por que da menor concentração de cloreto em relação à de sódio (Oliveira & Marchini, 2000).

Efeitos colaterais dos diuréticos

São eles: Náuseas; vômitos; queda da pressão arterial, principalmente ao se levantar; taquicardia ou arritmia; sede; xerostomia; câimbras; fadiga muscular; sonolência; fraqueza e letargia; tontura; agitação; sensibilidade à luz; habilidade de concentração e reação.

Fonte: JCB

Top 10
01
Work (Explicit) ft. Drake
Rihanna
02
Ocean Drive
Duke Dumont
03
Pedra Murano
NX Zero
04
Work from Home
Fifth Harmony
05
Tarde Livre
Selvagens à Procura de Lei
06
Hotline Bling
Drake
07
Fast Car
Jonas Blue
08
Dangerous Woman
Ariana Grande
09
No Way No
Magic!
10
Wake me Up
Avicii
publicidade
Bt
Vídeo em Destaque
''SEU CUPOM FISCAL VALE MUITO PARA NÓS''
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Facebook
Facebook
Youtube
Email: webradiohits@hotmail.com Tel:(42) 3646-27 76 ou (42) 9958-2776
Radio Online Hits 2013 ©Todos os direitos reservados - Desenvolvimento: ELLOS DESIGN